Ser mulher, solteira e não ter filhos

OK, admito que em comum com o título do post só tenho o facto de ser mulher, mas acho que entendo na perfeição o que sentiu Suzanne Heintz quando se viu constantemente bombardeada com a pressão social de ser uma mulher solteira e sem ter filhos no seu curriculum de vida.

É que, por mais que a humanidade diga que evoluiu, a verdade é que os papéis tradicionais ainda estão bem enraizados dentro de cada um de nós. Por isso, o facto de eu ser casada e mãe de duas crianças pequenas, não combinaria com as minhas actividades “extra-curriculares”, em que as petizes são deixadas ao cuidado do progenitor masculino (vulgo, pai).

Felizmente, casei com um homem com abertura mental suficiente para aceitar a minha pseudo-loucura, por isso não há chatices dessas cá por casa.

Mas é sabido que a maior parte de nós é fruto de uma educação tradicionalista, onde o moralismo e o socialmente correcto assumem argumentos de peso. Por isso compreendo que seja, por vezes, complicado que exista em algumas pessoas, uma abertura ao que é novo e diferente, abstendo-se de julgar o próximo pelo estilo de vida que escolhe – seja porque não escolhe o emprego “certinho”, seja porque usa tatuagens visíveis ou simplesmente pelas escolhas sexuais que faz – e, neste aspecto, penso que talvez as mulheres ainda estejam no topo das “julgadas”.

Ainda assim, penso que vamos no bom caminho. Mas o objectivo deste post não é entrar em pormenores sociológicos e sim falar acerca de um projecto artístico fora do vulgar.

É que a resposta às mentalidades mais retrógradas varia: existem as que lutam activamente pelos direitos das mulheres, existem as que ignoram e vivem as suas vidas despreocupadamente, as que se revoltam…e existem as que respondem assim:

Suzanne_Heintz

Farta de ser estigmatizada pela sociedade e de levar com perguntas incómodas, Sizenne criou este projecto fotográfico fora do vulgar.  Assim, Suzanne Heintz tira fotos com dois manequins que carrega para todo o lado. Geralmente, os retratos são tirados em cenas de vida familiar, no quotidiano ou em férias, mas são geniais!

Twilight Zone ou sã loucura? Who fuckin’ cares! O ar dela é impagável e mostra bem o que deve divertir-se a fazer isto. Aplaudo-a de pé!

Para quem quiser saber mais sobre este projecto artístico e ver o resto das fotos, pode visitar o blog Life Once Removed.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s